NOSSA GALERIA


                                                                   

Para Hugo Wanderley, educação sufoca orçamentos municipais

Para Hugo Wanderley, educação sufoca orçamentos municipais

Presidente da Associação dos Municípios destaca que prefeituras destinam recurso do Fundeb para pagar a folha

↑ Hugo Wanderley presidiu mais um encontro com prefeitos com tema voltado para a educação (Foto: Sandro Lima/arquivo)
 
  •  

O percentual de aumento do novo piso salarial do Magistério, de 6,81%  foi superior ao crescimento do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) e isso vem deixando os prefeitos alagoanos preocupados com a escassez de recursos.

Com o tema a União dos Dirigentes da Educação em Alagoas, tendo como ideia nortear os gestores e ajudar a traçar soluções sobre o assunto, a Associação dos Municípios Alagoanos (AMA) realizou nesta segunda-feira (15) uma reunião com a rede PCR, técnicos, prefeitos e secretários municipais da pasta.

Ministrado pelo técnico em Educação da AMA, Luiz Geraldo, a reunião orientou os participantes de como projetar custos e reestruturar os Planos de Cargos e Carreiras (PCC).

O presidente da Associação, Hugo Wanderley, explicou que a educação tem sufocado o orçamento dos municípios. “Muitos deles destinam 100% do Fundeb para a folha de pagamento. Professor é e sempre será o pilar, mas o aluno é o principal foco da educação”.

Já o vice-presidente da AMA, Joaquim Beltrão ressaltou que “num futuro próximo podemos ter um colapso e não conseguir pagar nem a folha, a exemplo do que já vem acontecendo com outras cidades brasileira”.

Um dos alertas levantados na reunião foi o de que o aumento salarial precisa ser analisado para não haver uma prática de improbidades e até uma diminuição da qualidade da educação no estado.

Fonte: Tribuna Independente / Carlos Victor Costa