NOSSA GALERIA


                                                                   

Serra da Barriga receberá certificação de Patrimônio Cultural do Mercosul

Serra da Barriga receberá certificação de Patrimônio Cultural do Mercosul

No dia 20 será lançada a publicação do dossiê de candidatura da Serra da Barriga ao título de Patrimônio Cultural.
Assessoria
(Foto: Reprodução)(Foto: Reprodução)

Um local de resistência e de importância histórica será palco de eventos que celebram o Dia da Consciência Negra (20 de novembro). A Serra da Barriga, Parte Mais Alcantilada, antigo Quilombo dos Palmares, terá sua certificação como Patrimônio Cultural do MERCOSUL no próximo dia 11. No período, estão programadas diversas atividades relacionadas à data, frutos de parcerias entre o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Fundação Cultural Palmares (FCP), Ministério da Cultura (MinC), Governo de Alagoas e outras instituições públicas e da sociedade.

Ainda no dia 11, autoridades estarão presentes e farão uma visita guiada ao Parque Memorial Quilombo dos Palmares e uma encenação feita com artistas locais, que também farão um show aberto à comunidade. Implantado em 2007, em um platô no alto da Serra da Barriga, o parque recria o ambiente da República dos Palmares, maior e mais organizado refúgio de negros das Américas durante o período escravocrata. O quilombo também abrigou índios e brancos. O local reconstitui algumas das mais significativas edificações do Quilombo dos Palmares. Com paredes de pau-a-pique, cobertura vegetal e inscrições nos idiomas banto e iorubá, avista-se o Onjó de farinha (Casa de farinha), o Onjó Cruzambê (Casa do Campo Santo), o Oxile das ervas (Terreiro das ervas), as ocas indígenas e a Muxima de Palmares (Coração de Palmares).

Presidência Pro Tempore brasileira do MERCOSUL

O Iphan tem a atribuição de representar o governo brasileiro na Comissão de Patrimônio Cultural do MERCOSUL, sendo responsável pela ampliação da representatividade dos bens brasileiros reconhecidos como de importância para a integração cultural latino-americana. Atualmente, o Brasil possui três bens declarados Patrimônio Cultural do MERCOSUL: Ponte Internacional Barão de Mauá, localizada em Jaguarão no Rio Grande do Sul e Rio Branco, no Uruguai; As Missões Jesuíticas Guarani, como bem transfronteiriço envolvendo Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai e Bolívia; e o recente reconhecimento da Serra da Barriga, localizada em União dos Palmares, no Estado de Alagoas.

Abertura da XV Reunião da CPC – Comissão de Patrimônio Cultural do MERCOSUL?Antes, no dia 8, o Teatro Marechal Deodoro (Centro de Alagoas) receberá convidados e autoridades, bem como os representantes dos países que compõe o MERCOSUL Cultural em evento de boas-vindas com apresentações artísticas sobre o patrimônio cultural imaterial de matriz africana de Alagoas. A noite contará também com a exibição de um teaser do programa Caminhos da Reportagem, da TV Brasil. A atração será exibida no dia 23 em novembro, às 22h. Trata-se de uma matéria sobre a Serra da Barriga, em homenagem ao Dia da Consciência Negra e o reconhecimento como Patrimônio Cultural do MERCOSUL. O especial destaca imagens da região, depoimentos de moradores e entrevistas.

Entre os dias 9 e 10, acontecerá a XV Reunião da CPC - Comissão de Patrimônio Cultural do MERCOSUL na Associação Comercial de Alagoas (RUA Sá e Albuquerque). Delegados dos países participantes discutirão as políticas de integração cultural dos países envolvidos, assim como o reconhecimento, a promoção e valorização dos bens culturais comuns. A CPC é a instância técnica que antecede a reunião de Ministros da Cultura – RMC dos países do bloco, onde os assuntos tratados na CPC são deliberados. Apresentação do Plano de Gestão da Serra da Barriga como Patrimônio Cultural do MERCOSUL e caracterização do bem Sistema Cultural da Erva-Mate e critérios para aprovação da CPC na sua postulação são alguns dos temas que serão abordados no encontro, bem como a proposta de certificação de destinos patrimoniais.

Por fim, no dia 20, será lançada a publicação do dossiê de candidatura da Serra da Barriga ao título de Patrimônio Cultural do MERCOSUL. Iniciativa empreendida pelo Departamento de Articulação e Fomento do Iphan em conjunto com a Superintendência do Instituto no Estado de Alagoas, e com o apoio da Fundação Cultural Palmares, do Ministério da Cultura e das instâncias locais alagoanas, mobilizando diversos atores em prol da promoção do sítio, é o terceiro bem brasileiro declarado Patrimônio Cultural do MERCOSUL. Na ocasião, também será instalado o comitê gestor da Serra da Barriga.