NOSSA GALERIA


                                                                   

Revitalização do São Francisco deve ser abraçada pelo Nordeste e MG, diz deputado

Revitalização do São Francisco deve ser abraçada pelo Nordeste e MG, diz deputado

Inácio Loiola (PSB) defendeu revitalização durante viagem 'Na Rota dos 200 Anos'
Fonte: Assessoria
Deputado estadual Inácio Loiola, do PSB (Foto: Assessoria)Deputado estadual Inácio Loiola, do PSB (Foto: Assessoria)

O rio São Francisco é vital para a sobrevivência de milhares de famílias e o desenvolvimento autossustentável do Nordeste, porque suas águas, agora via a transposição, chegam mais longe saciando a sede da população e de animais e continuam a gerar energia para as residências e as indústrias. Essa realidade conhecida de todos impõe a participação dos estados da região e de Minas Gerais também no projeto da revitalização do Velho Chico, defendeu o deputado estadual Inácio Loiola (PSB), em viagem de barco ‘Na Rota dos 200 Anos’ realizada pelo Governo do Estado, de Piranhas a Penedo.

Inácio disse que vai conversou e propôs ao governador Renan Filho no documento intitulado “A Carta de Penedo” a união do Nordeste na revitalização do projeto do rio São Francisco para pressionar o Governo Federal tirá-lo dos gabinetes de Brasília e começar a colocá-lo em prática. A viagem ‘Na Rota dos 200 Anos’ mostrou mais uma vez a sociedade o quadro agonizante do rio.

Ele explica a necessidade de incluir todos os estados nordestinos e mais Minas Gerais:  Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte embora não sejam banhados pelo rio São Francisco, agora passam a receber as águas do rio via transposição; Piauí e Maranhão não  as recebem, entretanto, como os demais banhados – Bahia, Pernambuco, Sergipe e Alagoas -, tiram proveitos por meio de energia elétrica gerada nas usinas instaladas ao longo do Velho Chico assim como todo o Nordeste. E Minas Gerais por ser a região onde se localiza a nascente e o rio atravessa gerando produção agrícola e abastecendo a população.

“Diante dessa realidade é fundamental a integração de todos nordestinos mais os mineiros nessa ampla corrente a favor do rio São Francisco e contra a privatização da Chesf. Entendemos que privatizar a Chesf é privatizar o rio, o que jamais queremos”, falou o deputado estadual.

Ele concluiu destacando a iniciativa do Governo do Estado em liderar essa cruzada a favor do rio São Francisco em uma semana histórica para os alagoanos: a comemoração dos 200 anos da Emancipação Política do Estado de Alagoas neste sábado, 16 de setembro de 2017.